SEP vence no tempo normal, mas perde a vaga da Série D nos pênaltis

Tirando a vantagem de dois gols sofridos no jogo de ida (perdeu de 2 x 0), a SEP fez o dever de casa ao derrotar o Tocantinópolis por 3 x 1, na partida de volta, mas perdeu a vaga para continuar na Série D nas cobranças de penalidades máximas. O placar final agregado foi de 3 x 3, levando, assim, a decisão para os tiros livres diretos. E foi isso o que aconteceu, com vitória do visitante por 4 x 1. Agora, o time classificado vai seguir na competição nacional e se junta aos demais na fase de grupo, como Palmas, de Tocantins, Paragominas (PA), 4 de Julho (PI), Guarany de Sobral (CE), Imperatriz, Juventude Samas e Moto Club, todos do Maranhão.

O rebaixado time sepiano do futebol piauiense de 2021, tinha a oportunidade de ainda disputar esse ano o Brasileiro da Série D. Durante os 90 minutos contra o Tocantinópolis até que tentou assegurar a vaga, quando havia feito 3 x 0 (gols de Caíque, Raphael Freitas e Rhuann), mas um gol contra do próprio Rhuann tirou essa possibilidade de evitar os penais. Com o fim do jogo, a sorte estava lançada nas cobranças de pênaltis. Mas nada deu certo: quando o TEC fez 1 a 0, Raphael Freitas erra. Com 2 x 0, a SEP diminui com Caíque. Visitante amplia para 3 x 1 e David também não faz. Na sequencia o adversário faz 4 x 1 e fim de sonho.

SEP: Vitor; Marquinhos, Leleu, Marcondi e Edvaine; David, Rhuann, Idevam e Lázaro (Índio); Raphael Freitas e Caíque. Técnico: Reginaldo França

Tocantinópolis: Paulo Henrique; Marcinho, Léo Amaral, Geovane e Fabrício Conceição (Sandro); Bideli, Sávio (Marin), Guly e Valber; Jheimy e Nenem (Dioguinho). Técnico: Neto Costa

Arbitragem: Diego da Costa Cidral (central), Thiaggo Americano Lopes e Gizeli Casaril, todos de Santa Catarina

Cartões amarelos: Fabrício Conceição, Geovane, Sávio, Léo Amaral, Sandro, Jheimy, Marin (Tocantinopolis), Caíque (SEP)

Fonte: bico24horas.com.br

LEIA TAMBÉM

Deixe um Comentário