PMT estuda inserir pessoas vulneráveis no mercado de trabalho

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) realizou na manhã de sábado (6), uma reunião para debater projetos que tratam de qualificação e inserção de adolescentes e pessoas com deficiência no mercado de trabalho.

Participaram da reunião, além da secretária da Semcaspi, Eliana Lago, a Fundação Wall Ferraz, Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec) e representantes das gerências da assistência social da Semcaspi.

Segundo Eliana Lago, os públicos que apresentam vulnerabilidades, tais como os adolescentes e as pessoas com deficiências, precisam ser qualificados e inseridos no mercado de trabalho.

“A proposta é capacitar para inserir no mercado de trabalho as populações com alguma vulnerabilidade social, como: os adolescentes, inclusive, os que cumprem medidas socioeducativas; as pessoas com deficiência; e os venezuelanos que se encontram em abrigos de Teresina. É preciso planejar e gerar novas perspectivas para que estes grupos se sintam, de fato, incluídos e atuantes profissionalmente”, esclareceu.

Para a secretária Eliana Lago, os projetos estão sendo elaborados com base nas necessidades de cada público.

“A inserção no mercado de trabalho deve ser feita possibilitando o acesso à escola e a qualificações profissionais. Os projetos que estamos elaborando darão subsídios para que as populações com vulnerabilidades sociais possam expandir seus conhecimentos e as chances de inclusão profissional. O prefeito Doutor Pessoa tem olhado de forma sensível para esta demanda, com intuito de criar novas oportunidades de carreira a estes públicos”, ressaltou.

 

LEIA TAMBÉM

Deixe um Comentário